sábado, 12 de agosto de 2017

AS ÁGUAS DE SILOÉ

Resultado de imagem para Em Deus, há vida e libertação



Porquanto este povo desprezou as águas de Siloé que correm brandamente e com Rezim e com o filho de Remalias se alegrou.Isaías 8.6
  

Uma das coisas que mais desgostam o Senhor é o fato de muitos de Seus filhos desprezarem Seus ricos e abençoados conselhos, vivendo longe da Verdade. Agindo assim, certamente, eles passarão por grandes tentações e sofrimentos. Não há como deixar essas águas brandas e se esquivar de passar pelas tempestades enviadas pelo Inferno contra quem não tem temor a Deus. Assim sendo, fica a pergunta: como alguém toma essas desastradas atitudes?

Quer queira, quer não, há momentos no curso da nossa existência na Terra em que passamos por tribulações. Quem conhece o Altíssimo e faz uso dos seus direitos em Cristo entra e sai das lutas de cabeça erguida, pois recebeu autoridade sobre o poder do maligno, o causador dos infortúnios. É preciso voltar à sensatez espiritual, buscar e encontrar o Senhor e crer no que Ele diz ser o caminho para se livrar das ações do império das trevas.

Não há outro meio de o homem se libertar de um ataque infernal, por menor que seja, a não ser ligando-se a Deus pela fé na Palavra. Não brinque com a sua sorte, pois o diabo, o eterno adversário do homem, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pe 5.8). Se você nada fizer, ele o transtornará completamente, mesmo que você não vá atrás dele. Porém, se quiser ser feliz e vitorioso, procure o Senhor.

O fluir da Palavra no coração de quem ama o Pai celeste é tão suave que é comparado ao brando correr das águas de Siloé. Essas águas vêm diretamente do trono divino e proporcionam um bem muito grande a quem faz uso delas, pois sossegam o coração e o enchem de amor, esperança e fé. Por sua vez, os que desprezam a Fonte do bem, quando precisarem, não serão ajudados; afinal, o seu ato perverso fechou a porta para as operações divinas na vida deles. Misericórdia!

Pecas, filho de Remalias, rei de Samaria, provocou o Senhor com seus feitos, assim como fez Jeroboão no início dessa nação, a qual foi rasgada da casa de Davi. Em sua loucura, ele se uniu a Rezim, rei da Síria, e partiram contra Judá, mas não puderam ir contra Acaz (2 Rs 16.5). A proposta deles era derrotar o reino de Judá e reparti-lo entre si. Acaz enviou mensageiros a Tiglate-Pileser, rei da Assíria, propondo aliança e dizendo-se servo e filho dele, para que o socorresse (v. 7).

Acaz demonstrava não precisar de Deus, pois, cada vez mais, se afundava na idolatria e, mesmo no erro, encontrou socorro no rei assírio. Isso tem acontecido com muitas pessoas, que buscam o diabo, o qual faz de tudo para não perdê-las. Não é bom querer ou aceitar auxílio de Satanás, porque, no final, você pagará um preço excessivamente maior do que o prejuízo inicial. 

A Palavra do Senhor avisa textualmente: nenhuma aliança com os servos do maligno prevalecerá. Ela será a ruína para quem participar de qualquer pacto com o ímpio. Porém, crendo no Senhor, você será bem-sucedido. Não perca este momento e volte para o Altíssimo, livrando-se de qualquer envolvimento com o inimigo. Em Deus, há vida e libertação.

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares