quarta-feira, 18 de julho de 2018

MOMENTOS DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES


Refletindo sobre adultério, feridas e cura

 Pr Josué Gonçalves



Versículo do dia

Versículo do dia

E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.

VÍDEO DO DIA - Nani Azevedo Os Sonhos de Deus


Nani Azevedo Os Sonhos de Deus



PÃO DIÁRIO - 18/07/2018 - Devedor

Devedor


Pois o amor de Cristo nos constrange… —2 Coríntios 5:14

Dizem as histórias que, quando jovem, Robert Robinson (1735–90) gostava de envolver-se em confusão com os seus amigos. Aos 17 anos, porém, ouviu uma pregação de George Whitefield baseada no evangelho de Mateus 3:7 e reconheceu a sua necessidade de salvação em Cristo. O Senhor transformou a vida de Robinson e ele se tornou um pregador. Ele também compôs vários hinos, incluindo o mais conhecido, “Fonte és Tu de toda bênção” (HCC 17).
Ultimamente, tenho ponderado sobre a maravilhosa graça de Deus para nós e a última estrofe desse hino: “Devedor à Tua graça, cada dia e hora sou!” O hino traz à mente as palavras do apóstolo Paulo: “O amor de Cristo nos constrange […] para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2 Coríntios 5:14-15).
Não podemos conquistar o amor e a graça de Deus. Mas, porque Ele a deu liberalmente a nós, só podemos amá-lo, em retribuição, vivendo por Ele! Não tenho bem certeza de como é isso, mas, deve incluir o aproximar-se dele, ouvir a Sua Palavra, servir e obedecê-lo por gratidão e amor.
Como devedores, somos chamados a viver cada dia para Jesus, que se entregou por nós.
— Anne Cetas

Leia: 2 Coríntios 5:12-17 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 28-29;João 9:24-41

Considere: Quem conhece a graça de Deus, a demonstra.

UM DOS MAIS BELOS ATOS

Resultado de imagem para nao deixe sua fé esfriar

Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim, jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso; embora as suas obras estivessem acabadas desde a fundação do mundo.     Hebreus 4.3
  

Esse local de quietude garantido por Deus não é neste mundo, embora a confiança em Cristo nos dê um alívio nas lutas diárias. A cada momento de provação, ou quando vislumbramos uma promessa colocada diante dos nossos olhos, precisamos tomar uma das atitudes mais belas: crer no Senhor. De nada vale ficar recitando a Palavra, se não cremos nela. Há um descanso à nossa espera, do qual não podemos abrir mão.

Não podemos ficar para trás, como tem acontecido com muitos que esfriaram no zelo e no amor a Deus. Eles já não creem nas promessas bíblicas. Os que se retiraram da caminhada cristã perderam a fé e o dom de amar o Senhor. Pobres vidas! Foram iluminadas, mas deixaram as trevas voltarem. Quem perseverar até o fim entrará no sossego eterno do Pai. Aleluia!

Quando a Palavra não é colocada em ação, e o coração está longe dela, é inútil citá-la. Por não ter sido misturada com a fé, ela fica infrutífera. Fomos feitos pela, na e para a Palavra. A nossa existência só terá sentido quando cumprirmos as Escrituras. Ela tem de assumir o lugar ausente de Jesus em nós!

Quem não permanecer inabalável será ordenado a marchar rumo ao fogo inextinguível, porque praticou iniquidade. Já os firmes na fé herdarão a salvação, pois o Mestre garantiu isso (Mt 24.13). Os estatutos divinos devem ocupar o primeiro lugar em nosso coração (Sl 119.33). Continue a caminhar sem olhar para trás!

Aproprie-se de tudo o que você tem ouvido acerca do Evangelho. Sua felicidade eterna depende do quanto você ama a Deus (Jo 14.21). Não relaxe em sua missão, mas se dedique a ela. Assim, você entenderá as coisas que ainda faltam ser feitas. Não abandone a fé em Cristo, pois ela lhe foi dada para você cumprir o que foi ordenado.  Se não tiver mais forças para continuar, fale com o Todo-Poderoso, e Ele o ajudará.

Não deixe a fascinação das riquezas entrar na sua alma, nem os cuidados da vida o embaraçarem, tampouco a ambição de outras coisas mudar seu foco. Ao entender o plano divino, você recebe o dom de crer no Altíssimo. Com isso, pode mudar a sua trajetória para a de quem passará a eternidade ao lado do Senhor. Por que rejeitar o melhor de Deus?

Que tal se acertar com o Criador agora, mudando radicalmente o seu proceder? Os incrédulos não entrarão no Seu repouso. Qual é o seu alvo? A falsa felicidade na Terra ou a verdadeira no Céu?

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 17 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia


Ali está o pequeno Benjamim, que domina sobre eles, os príncipes de Judá com o seu ajuntamento, os príncipes de Zebulom e os príncipes de Naftali.

VÍDEO DO DIA - Bom Samaritano - Anderson Freire - DVD Essência (AO VIVO)


Bom Samaritano - Anderson Freire - DVD Essência 



PÃO DIÁRIO - 17/07/2018 - Navegando na tempestade

    
Navegando na tempestade

Pois ele falou e fez levantar o vento tempestuoso […] e […] os livrou das suas tribulações. —Salmo 107:25,28


O antigo povo da nação de Axum, localizada junto ao Mar Vermelho, na atual Etiópia, descobriu que os ventos tempestuosos da estação das monções podiam ser aproveitados, por meio de velas, para uma navegação veloz. Em vez de recear os fortes ventos e chuvas, o povo aprendeu como navegar em meio às tempestades.
O Salmo 107 proporciona uma maravilhosa descrição sobre como Deus permite que as tempestades venham a nós e, em seguida, nos ajuda a navegar através delas. “Pois ele falou e fez levantar o vento tempestuoso […] e […] os livrou das suas tribulações” (Salmo 107:25,28).
Confiar na orientação de Deus em tempos de tribulação é um dos assuntos encontrados na Bíblia. O livro de Hebreus 11 apresenta um elenco de muitos que usaram seus problemas como uma oportunidade para exercitar a fé e experimentar graça, provisão e livramento de Deus: “…os quais, por meio da fé, subjugaram reinos, praticaram a justiça, obtiveram promessas, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força…” (vv.33-34).
As circunstâncias tempestuosas são inevitáveis. Embora nossa primeira reação possa ser fugir do problema, podemos, em vez disso, pedir a Deus para ensinar-nos como confiar nele para conduzir-nos em meio às tempestades.
— Dennis Fisher


Leia: Salmo 107:23-32 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 25-27;João 9:1-23

Considere: Melhor é atravessar as tempestades com Cristo do que navegar tranquilamente sem Ele.

APÓS UMA TOLA DECISÃO

Resultado de imagem para após uma decisão errada vem a decepção, temos que vigiar



E Zerá, o etíope, saiu contra eles, com um exército de um milhão de homens e trezentos carros, e chegou até Maressa.    2 Crônicas 14.9
  

Asa ia muito bem. O país tinha paz e prosperidade, e todos viviam alegres com o seu reinado. Ele mesmo declarou que o Senhor lhes dera aqueles dez anos de paz e abundância. Porém, ele não vigiou, e o pensamento negativo, de incredulidade, tomou conta do seu coração. Parecia um profeta, e, talvez, ele se considerasse como tal, porque, do nada, conclamou o povo a se preparar para a guerra. Por que fazemos coisas semelhantes?

O rei nem pensou na proposta que fez. Na verdade, ele estava dizendo ao Senhor que não mais os protegesse, porque já tinham dinheiro suficiente para criar barreiras ao redor do seu território. Que estupidez! Se Deus os guardara até aquele momento, não poderia continuar a fazer isso? Veio do Altíssimo a ideia de se equiparem para a batalha? Claro que não! Ora, muita gente contrata seguranças e, quando surgem os assaltos, acham que fizeram o certo.

Na visão de Asa, ele deveria usar os recursos para construir muros, torres, portas e ferrolhos. No entanto, se orassem, Deus lhes revelaria os acontecimentos, os quais seriam armas letais do Inferno. Por ter criado um exército de 580 mil homens de Judá e Benjamim, o rei deve ter sido louvado pelas pessoas que não andavam com o Senhor e, por isso, achavam certo tomar aquelas precauções.

O Muro de Fogo que os protegia ficou decepcionado. Deus sente o mesmo em relação às pessoas que se tornam vaidosas e começam a “se cuidar”. Elas deixam de investir os meios concedidos por Ele na obra de evangelização, mas compram casas, barcos e aviões. Com isso, na sua ostentação, sentem-se desprotegidas e contratam seguranças para guardá-las. Asa nem desconfiava de que seu plano era mau e, em breve, ele veria a guerra nos seus termos.

Então, dos confins do mundo, surgiu contra eles Zerá, o etíope. Quando Asa abandonou seu pacto com o Senhor, o diabo providenciou esse homem da Etiópia, o qual, com um exército de 1 milhão de homens e 300 carros, tomou posse do território do povo de Deus e chegou até Maressa. O rei caiu em si e viu que havia dois soldados etíopes para lutar com cada um dos seus. Assim, resolveu apelar para o Senhor.

Nada daquilo teria acontecido se Asa tivesse mantido seu concerto com o Altíssimo. Pense bem nos seus atos, bem como nas palavras ditas sem orar ao Pai  e buscar a Sua vontade. Ora, se Ele não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela (Sl 127.1), mesmo que esta crie um exército ou construa muralhas! De Deus é a guerra, e bom é quando Ele a trava sozinho, como ocorreu anos depois com Josafá. Ainda há tempo para voltar atrás.

Se você está com problemas e, embora esteja orando, a solução não vem, veja onde caiu e se reconcilie com Deus. Fora da Aliança, você terá muitos prejuízos. Quem serve ao Senhor não serve a si mesmo, mas é servido por Quem Se cingiu de uma toalha e lavou os pés dos discípulos. Deixe-O limpá-lo do que o impede de ter parte com Ele.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

segunda-feira, 16 de julho de 2018

MOMENTO DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES


Quando o casamento se torna uma prisão?

 Pr Josué Gonçalves



Versículo do dia

Versículo do dia

E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

VÍDEO DO DIA - Ninguém explica Deus [Preto no Branco - LAGOINHA]


Ninguém explica Deus [Preto no Branco - LAGOINHA]



PÃO DIÁRIO - 16/07/2018 - Pátria celestial

Pátria celestial


…nossa pátria está nos céus… —Filipenses 3:20


Certa tarde, durante o Ensino Médio, minha melhor amiga e eu pegamos dois cavalos para passearmos. Lentamente, atravessamos campos de flores silvestres e bosques. Mas, quando direcionamos os cavalos para o estábulo, eles dispararam para casa como dois foguetes. Nossos amigos equinos sabiam que era hora de jantar e de uma boa escovada, e estavam ansiosos por isso.
Como cristãos, nossa verdadeira casa é o céu (Filipenses 3:20). Mesmo assim, às vezes, nossos desejos nos amarram ao aqui e agora. Desfrutamos os bons presentes de Deus — casamento, filhos, netos, viagens, carreiras, amigos. Ao mesmo tempo, a Bíblia nos desafia a focarmos “…nas coisas lá do alto…” (Colossenses 3:1-2). As coisas lá do alto podem incluir os benefícios invisíveis do céu: presença permanente de Deus (Apocalipse 22:3-5), repouso eterno (Hebreus 4:9) e herança incorruptível (1 Pedro 1:4).
Recentemente, li: “Os cristãos desejam a herança celestial; e, quanto maior é a fé, mais fervoroso [é o desejo].” Vários fiéis do Antigo Testamento mencionados em Hebreus 11 tinham grande fé em Deus, que os capacitou a aceitar Suas promessas antes de recebê-las (v.13). Uma dessas promessas era o céu. Se depositarmos a nossa fé em Deus, Ele nos fará desejar aquela “pátria celestial” (v.16) e nos fará ter desapego por este mundo.
— Jennifer Benson Schuldt


Leia: Hebreus 11:8-16 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 22-24;João 8:28-59

Considere: Para o cristão, a palavra céu se escreve L-A-R.

UM ALERTA QUE VEM DE DEUS

Resultado de imagem para devemos contar com o favor de DEUS em todos os momentos.

Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.    Salmo 23.2
  

Ao dizer: O SENHOR é o meu pastor (Sl 23.1), Davi estava mais do que revelando por que ele contava com o favor divino em todos os momentos. Tendo sido usado como profeta, ele nos mostrou, de modo simples, a forma de vivermos bem e sermos vitoriosos em tudo. Quando o Altíssimo é o nosso Pastor, nada nos falta. Isso soa como um grito de Deus para deixarmos que Ele nos governe, pois, assim, seremos felizes. 

Davi mostrou-se positivo na fé, sem jamais creditar ao Senhor algum fato triste e possível de ocorrer. Afinal, o Todo-Poderoso só faz coisas boas. Da Fonte do bem não pode jorrar algo mau e venenoso. Procure entender a Palavra e peça sabedoria do Alto. Então, saberá como extrair dos Céus o necessário para ser bem-sucedido e ter a certeza da salvação.

O jovem pastor de Israel se comparava às ovelhas da sua família, as quais estavam sob a sua guarda. Como um guia responsável, ele procurava levá-las a pastos verdejantes, onde comeriam o melhor. Ele cria que Deus o conduzia dessa mesma forma. Que tipo de fé em Cristo você tem desenvolvido? Tem obedecido aos mandamentos revelados? Atenção: você dita a sua maneira de viver!

Veja como tem sido a sua vida e conclua se o Senhor é o seu Pastor e se tem dado a Ele a importância devida. Examine se você ama realmente quem está ao seu lado, ou se ele é simplesmente um objeto em suas mãos. É preciso ver seus filhos crescerem em estatura, sabedoria e no temor a Deus. Se Ele estiver no comando do seu lar, você o conduzirá bem. E a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá (Lc 12.48).

Quem paga um preço caro para sobreviver, ou, às vezes, lança mão de coisas desonestas para conseguir algo, não permite que o Altíssimo o dirija. Deus nunca escreve certo em linhas tortas. Para Ele tudo tem de ser puro e cheio de virtude. Nunca assuma nada que o diabo lhe mostra, porque ele é mentiroso e só quer a sua destruição aqui e na eternidade. Vigie!

As nossas águas têm de ser tranquilas, sem sofrimentos nem inimigos. Rejeite as armadilhas do reino das trevas. Respeite o bem dos outros, e os seus serão respeitados. Faça ao seu próximo aquilo que você gostaria que lhe fizessem. Quem é orientado pelo bom Pastor é cortês, bondoso e amável. Viver com Deus é estar fora do alcance do maligno!

Na presença do Altíssimo, você será bem alimentado e saciado com o melhor, pois, como o nosso Pastor, o Senhor tem prazer em nos conduzir em triunfo continuamente. Você tem todas as possibilidades de vencer. Basta temer a Deus e fazer bem ao seu semelhante. 

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares






domingo, 15 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia

E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o Senhor. E eis que passava o Senhor, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do Senhor; porém o Senhor não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o Senhor não estava no terremoto;
E depois do terremoto um fogo; porém também o Senhor não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada.

VÍDEO DO DIA - Leonardo Gonçalves - sublime (Vídeo Ao Vivo)

Leonardo Gonçalves - sublime (Vídeo Ao Vivo)




PÃO DIÁRIO - 15/07/2018 - Pastor de estrelas

Pastor de estrelas

Por que, pois, dizes […] O meu caminho está encoberto ao Senhor…? —Isaías 40:27


Na primavera, os pastores de ovelhas levam os seus rebanhos das planícies para as montanhas. Milhares de ovelhas sobem às partes altas, para pastarem no verão.
Semana passada, minha mulher e eu cruzamos com um rebanho numa montanha. As ovelhas estavam descansando num prado junto a um ribeiro tranquilo — uma cena pitoresca que evocava recordações do Salmo 23.
Mas, onde estava o pastor? As ovelhas pareciam estar sós — até que algumas se separaram do rebanho e começaram a vaguear em direção a uma ravina distante. Ouvimos então um apito agudo vindo de cima. Levantando os olhos, vimos o pastor sentado no alto de uma colina, acima das ovelhas, montando guarda ao seu rebanho. Um cão montanhês e dois cães border collies estavam ao seu lado. Em resposta ao sinal do pastor, os cães correram colina abaixo e trouxeram as ovelhas desviadas de volta ao rebanho, que era o seu lugar.
Da mesma maneira, o Bom Pastor está guardando você. Embora você não possa vê-lo, Ele o vê! Ele o conhece pelo nome e sabe tudo a seu respeito. Você é a ovelha do Seu pasto (Ezequiel 34:31). Deus promete que buscará Suas ovelhas, apascentá-las-á de bons pastos e ligará as que se quebraram (vv.12,14,16).
Você pode confiar no atento cuidado de Deus.
— David H. Roper


Leia: Ezequiel 34:11-16 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 19-21;João 8:1-27

Considere: O Cordeiro que morreu para nos salvar é o Pastor que vive para nos cuidar.

A SABEDORIA DO REI ASA

Resultado de imagem para A SABEDORIA DO REI ASA

E Asa fez o que era bom e reto aos olhos do SENHOR, seu Deus.     2 Crônicas 14.2
  

Asa, rei de Judá, sabia do trabalho que seu pai tivera com Jeroboão. Este  fundara o reino do Norte com as dez tribos que se juntaram a ele, mantendo o nome de Israel (1 Rs 11.31). Ficaram somente Judá e Benjamim, quando Roboão, avô de Asa, ainda era o governante. No entanto, Jeroboão fez dois bezerros de ouro e mandou o povo adorá-los (1 Rs 12.28,29), como se eles o tivessem tirado do Egito. Tristemente, a estratégia de Satanás repetiu-se em Judá.

Onde o temor a Deus desaparece, nasce um desejo para feitiçaria e cultos sem a presença do Senhor; então, os problemas surgem. Asa foi sábio ao ordenar a retirada das coisas ligadas à idolatria em Judá. Livre de altos, estátuas e bosques dedicados aos deuses estranhos, o povo agradou ao Altíssimo, e o reino teve paz. O favor divino apareceu!

Qualquer país, estado ou cidade, onde as autoridades tiverem coragem de acabar com os altares dedicados ao inimigo, será abençoado pela mão do Altíssimo. Quem pensa que um trabalho de feitiçaria ajudará mais tarde verá que estava iludido; afinal, o diabo é mau de qualquer jeito. Dê ouvidos ao Pai celestial, porque Ele é o único Deus. Quem O ama é amado por Ele!

O culto ao inimigo irrita o Senhor pelo fato de as pessoas se entregarem voluntariamente ao diabo, o qual as destruirás. Com isso, o maravilhoso plano de Deus fica inoperante, e elas passarão a eternidade no lago de fogo e enxofre, que é a segunda morte (Ap 20.14). Porém, o Altíssimo é bom e deseja o melhor para todos.

Asa agiu corretamente aos olhos de Deus e, com isso, em Judá, já se viam pessoas com bons propósitos e prosperando. A mão divina sempre será com quem se inclinar para o bem. Sendo o Criador e dono de tudo, Ele deseja que todos se salvem (1 Tm 2.4). Quando abrimos o coração para o Senhor, tudo coopera para o nosso bem, porque O amamos (Rm 8.28). 

Ao entender como tinha de proceder diante do Senhor, o rei O viu operando no meio do povo. Assim, eles tiveram dez anos de paz e progresso. Da mesma forma ocorrerá com sua família; basta que busquem a vontade do Altíssimo. Não há por que se deixar levar pela lábia de quem é mentiroso e pai da mentira (Jo 8.44), se você pode ter acesso ao Pai das luzes (Tg 1.17)!

O rei baixara um decreto segundo o qual todos deveriam buscar o Senhor, Deus de seus pais, e observar a Lei e o mandamento (2 Cr 14.4). Com isso, abriram a porta para o Todo-Poderoso executar o Seu propósito entre eles, e Ele o fez. O mesmo decreto fechou a porta para o diabo. Quem fica neutro e usa do conhecido relacionamento político para com todos, por exemplo, descobrirá que foi insensato. Ora, ter o beneplácito de Deus é melhor do que viver atendendo aos ímpios. Creia!

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sábado, 14 de julho de 2018

MOMENTO DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES


Fidelidade vs Estupidez - Pr Josué Gonçalves



Versículo do dia

Versículo do dia

E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações.

VÍDEO DO DIA - Sei É Bem Assim - Elaine Martins (Live Session)

Sei É Bem Assim - Elaine Martins (Live Session)




PÃO DIÁRIO - 14/07/2018 - Almoço perdido

      

Almoço perdido

Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra. —João 4:34


Para mim, o alimento é mais do que uma necessidade — é uma parte maravilhosamente agradável da vida! Gosto de sentar-me para degustar uma refeição bem preparada, especialmente quando estou com fome. Imagino que os discípulos estivessem com vontade de almoçar quando voltaram ao poço em que Jesus interagia com a mulher samaritana. Eles lhe rogavam: “…Mestre, come!” (João 4:31). Sua resposta? “…Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis” (v.32), o que os fez imaginar se alguém já lhe trouxera algo para comer (v.33).
Fico questionando se os discípulos estavam tão ocupados pensando a respeito de alimento, que não conseguiam enxergar além de sua refeição. Eles não compreenderam a importância do que se passava no poço. O mais importante para Jesus era “…fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra” (v.34). Ele estava atento às necessidades espirituais daquela mulher, que precisava desesperadamente daquilo que só Ele podia dar.
É fácil preocupar-se com as necessidades do momento. Mas, Jesus nos convida a irmos além de nossos próprios interesses — nossas necessidades imediatas — para abrirmos os nossos olhos às almas em busca de respostas às suas mais profundas necessidades.
Então, junte-se a Jesus no poço e permita que Ele o use para contar aos outros a respeito do alimento espiritual que só Ele pode dar.
— Joe Stowell


Leia: João 4:27-38 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 16-18;João 7:28-53

Considere: Torne-se disponível e apto para satisfazer as necessidades daqueles que o cercam.

A RESPOSTA DE MOISÉS AO DESESPERO DOS ISRAELITAS

Resultado de imagem para Moisés ouviu as instruções do Senhor.


Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos e vede o livramento do SENHOR, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais vereis para sempre.   Êxodo 14.13
  

Moisés ouviu as instruções do Senhor. Ele estava acostumado a ser usado por Deus, por isso falou com ousadia aos israelitas sobre o que sucederia se fossem obedientes. Cada ponto da orientação veio dos Céus; logo, a chance de dar errado era zero. Eles entenderam: tinham de marchar em direção àquele mar aberto diante deles, crendo que chegariam do outro lado.

Eis a primeira ordem de Deus: Não temais. Embora fosse perigosa a travessia pelo vale que surgiu entre as duas paredes de águas, feitas pelo vento leste que soprava toda noite, nada lhes aconteceria, porque a Palavra do Senhor garantia isso. Nos momentos mais difíceis da vida, o segredo é confiar em Deus. Mesmo tudo dando a entender que nada pode ser feito, a mão divina sustentará quem nEle crer. 

A segunda ordem foi: Estai quietos. Os israelitas não poderiam falar uns com os outros, nem comentar que estavam com medo. A fé no Senhor não deixa dúvidas surgirem em seu coração. Então, esteja convicto de que Quem prometeu é poderoso para fazer a Sua Palavra ser cumprida. Pelo lado humano, a caminhada para o êxodo era só de confiança. Da mesma forma, também devemos nos tranquilizar e crer!

Agora, a terceira orientação: Vede o livramento do SENHOR. Afinal, cooperando com Ele, tudo daria certo para o povo santo. A nossa parte no plano de Deus é pequena, mas necessária. Não temos de saber como Ele cura o cego, o paralítico ou outro enfermo. Se crermos nEle, veremos a obra ser realizada diante dos nossos olhos.

Havia um tempo marcado para aquela maravilha ocorrer: aquele dia. Deus estava à frente do Seu povo; portanto, nenhum soldado do Egito faria mal a qualquer israelita, fosse um idoso ou uma criança. Tudo funciona como o Senhor planeja. O homem ainda não descobriu como aquele vento separou o mar e manteve as duas muralhas de águas de pé, durante o percurso dos descendentes de Jacó até o outro lado. 

Após esse evento, eles nunca mais veriam aqueles egípcios. Chegará um momento no qual a paciência de Deus se esgotará em relação às pessoas que procuram destruir a Sua obra. Mas, até esse momento chegar, temos de continuar caminhando e crendo. Porém, o certo é que os inimigos serão riscados da vida. Ao terminar a obra, não voltaremos a ver quem prejudicou.

A resposta de Moisés ao desespero dos israelitas era tudo o que precisavam ter. O Altíssimo lhes deu a vitória sobre quem procurou acabar com eles. Da mesma forma, nada derrotará você, se seguir as orientações do Senhor em Sua Palavra. 

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Versículo do dia





Versículo do dia

Destilam sobre os pastos do deserto, e os outeiros os cingem de alegria.

VÍDEO DO DIA - Eli Soares - Me Ajude A Melhorar

Eli Soares - Me Ajude A Melhorar




PÃO DIÁRIO - 13/07/2018 - Não abandonados

Não abandonados


…não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei… —Isaías 49:15-16


Anos atrás, quando meu marido e eu visitávamos o Museu Aeroespacial Smithsonian em Washington, DC, EUA, percebemos um carrinho de bebê vazio sem alguém por perto. Presumimos que os pais o deixaram ali por ser volumoso demais e, agora, carregavam seu filho. Mas, chegando perto, vimos um bebê dormindo dentro dele. Onde estava um dos pais… um irmão… uma babá? Ficamos por ali por um bom tempo antes de chamarmos um funcionário do museu. Ninguém aparecera para reclamar aquela preciosa criança! Na última vez em que o vimos, o carrinho estava sendo empurrado para um lugar seguro.
Aquela experiência me fez pensar a respeito de como é ser abandonado. É uma sensação opressiva de que ninguém liga a mínima para você. Uma sensação real e insuportavelmente dolorosa. Mas, embora as pessoas possam nos abandonar, o amor e a presença de Deus estão garantidos. O Senhor promete que nunca nos deixará (Deuteronômio 31:8). Ele estará conosco onde formos, “…todos os dias até à consumação do século” (Mateus 28:20).
O Senhor nunca falhará em Seu compromisso com os Seus filhos. Mesmo que sejamos abandonados pelos outros, podemos confiar em Sua promessa de que nada “…poderá separar- nos do amor de Deus” (Romanos 8:35-39).
— Cindy Hess Kasper


Leia: Isaías 49:13-16 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 13-15;João 7:1-27

Considere: O nosso conforto é confiarmos na presença de Deus.

NA CRISE, O MOCINHO DESAPARECE

Resultado de imagem para Não abra a boca em tempos de crise,


E disseram a Moisés: Não havia sepulcros no Egito, para nos tirares de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos fizeste isto, que nos tens tirado do Egito?    Êxodo 14.11
  

Quando os hebreus saíram do Egito, eram mais de três milhões de pessoas. Essa foi uma obra mais que perfeita! Embora Faraó fosse um homem mau e vingativo, o Senhor soube fazê-lo libertar Seus filhos, sem que nenhum deles morresse. As pragas lançadas por Moisés quebraram as reservas do rei. Se este tivesse permitido que seus escravos fossem embora quando surgiu a primeira praga, ele os teria matado em seguida.

Tudo corria às mil maravilhas, até os hebreus ouvirem que Faraó saíra atrás deles com seu exército, e isso significava destruição. Então, desesperaram-se e começaram a murmurar. Por que fazer isso, se o Senhor garante que nenhum mal nos sucederá nem praga alguma chegará à nossa casa? (Sl 91.10). Ao dar ouvidos a Faraó, encheram-se de medo e deixaram de ser os mocinhos. 

Fique firme na Palavra de Deus. Desse modo, você desprezará o inimigo. Com receio, os hebreus falaram coisas que desagradaram ao Senhor, esquecendo-se de que Ele é poderoso para fazer o necessário para livrar os Seus. Não abra a boca em tempos de crise, porque você pode ofender o Todo-Poderoso. Dirija-se a Ele em oração.

Ao falar sem a unção divina, você cava seu próprio túmulo. O povo de Deus recordou-se de que havia pedido a Moisés, ainda no Egito, que o deixasse servir aos egípcios, pois preferia curvar-se ao adversário a morrer no deserto. Essa foi uma demonstração de fraqueza! Ora, o Senhor não poderia vencer o malvado Faraó? Eles não aprenderam que Deus é perfeito?

O homem é o mesmo em todos os lugares e fala as mesmas palavras sempre. Por isso, não temos de dar atenção a ele, e sim ao Criador. O Senhor havia prometido que libertaria Seu povo da escravidão e o levaria a terra prometida a Abraão, Isaque e Jacó. Os hebreus deveriam ter confiado em Quem nunca errou, mas cumpriu Suas promessas. A atitude deles não foi boa.

O Altíssimo endureceu o perverso coração de Faraó, para que ele e demais egípcios perseguissem o povo de Deus, pois queria dar um fim neles. Como não entenderam, os hebreus temeram e falaram novamente palavras ofensivas contra Moisés, lembrando que, no Egito, ao contrário do deserto, havia sepulcros para que eles mesmos fossem enterrados. Eles passaram dos limites!

O servo do Senhor orou a Ele e ouviu dEle que deveria dar uma mensagem positiva ao povo e obrigá-lo a caminhar em direção ao mar. Ao ferir as águas, um vento forte vindo de leste a oeste, começou a soprar, e elas se abriram.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 12 de julho de 2018

MOMENTO DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES

Colunas que sustentam um casamento - Josué Gonçalves




Versículo do dia

Versículo do dia

E, levantando ele os olhos para os seus discípulos, dizia: Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o reino de Deus.

Lucas 6:20

VÍDEO DO DIA - O Mapa Do Tesouro - Anderson Freire e Gisele Nascimento - DVD Essência (AO VIVO)


O Mapa Do Tesouro - Anderson Freire e Gisele Nascimento 




PÃO DIÁRIO - 12/07/2018 - Certeza de salvação

Certeza de salvação



Conta-se que a rainha Vitória, do Reino Unido, foi profundamente tocada durante um culto na igreja. Ao final, ela perguntou ao seu capelão: “É possível nesta vida alguém ter absoluta certeza da segurança eterna?” Ele não soube responder. Mas, um evangelista chamado John Townsend ouviu falar a respeito da pergunta da rainha e, depois de muito orar, enviou-lhe um bilhete: “Com mãos trêmulas, mas, sincero amor, e por saber que podemos estar absolutamente certos, agora, de nossa vida eterna na Morada que Jesus foi preparar, rogo a Vossa Benevolente Majestade ler as seguintes passagens das Escrituras: João 3:16; Romanos 10:9-10.”
Duas semanas depois, o evangelista recebeu a seguinte carta: “…em meio a orações, li cuidadosamente as partes referidas das Escrituras. Creio na obra acabada de Cristo por mim e confio em que, pela graça de Deus, encontrarei você naquela Morada a respeito da qual Ele disse: ‘Vou preparar-vos lugar’ —Vitória Guelph”.
Townsend acreditava firmemente que, nesta vida, podemos ter a certeza da salvação eterna (v.9) e ele também se preocupava com os outros. Considere o significado de João 3:16 e Romanos 10:9-10 para o seu destino eterno. Deus quer dar a você a certeza de que seu pecado está perdoado e, que após a morte, você estará com Ele para sempre.
— Brent Hackett


Leia: Romanos 10:8-15 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 10–12 ; João 6:45-71

Considere: As vidas enraizadas na imutável graça de Deus jamais poderão ser desenraizadas.

DOIS FATOS OCORRIDOS

Resultado de imagem para Jesus veio cumprir a Lei divina



Levanta-te e vem ajudar-nos. Salva-nos por causa do teu amor.     Salmo 44.26
  

A situação do povo de Deus quando esse Salmo foi escrito não era muito boa, a ponto de o salmista escrever: Por amor de ti, somos mortos todo dia (Sl 44.22). Isso tem acontecido em muitos lugares, mas, em nosso país, as perseguições por sermos de Cristo já passaram. Hoje, ao verem as maravilhas de Deus, as pessoas não salvas desejam as dádivas dEle.

O espírito infernal, cuja intenção é a destruição da Igreja, nunca se converterá. Então, de alguma forma, ele voltará a nos ameaçar. O alvo do diabo é prejudicar a obra do Senhor e, se possível, aniquilá-la. Isso só seria possível se os salvos se rendessem ao inimigo. No entanto, Jesus disse: [...] Edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela (Mt 16.18).

As pessoas mudam, mas o demônio incumbido de acabar com o povo santo não muda; ele continua usando seus lacaios para, no mínimo, barrar o progresso da Igreja. Temos de ficar apavorados com isso? Não! Sofrer ou morrer pela causa do Evangelho é uma das maiores bênçãos do Pai celestial aos Seus filhos. Ele é fiel para estar conosco!

A solução é crer que a vinda de Jesus, ocorrida séculos depois que essa palavra foi escrita, foi a primeira resposta da oração do salmista. Nas gerações passadas, houve perigos, porém o diabo jamais conseguiu prevalecer contra os tementes a Deus, nem conseguirá. O ódio dele desde o jardim do Éden o leva a nos desviar do Senhor. Alguns podem cair, mas sete mil nunca dobrarão os seus joelhos (1 Rs 19.18).

Jesus veio cumprir a Lei divina. Agora, não há mais brechas para o maligno usar em sua investida contra nós, o Corpo de Cristo. Em qualquer parte do mundo, temos de usar a autoridade recebida do Alto e paralisar a ação maligna na vida dos cristãos, independentemente da igreja a que pertençam, e na dos perdidos, os quais precisam ser salvos.

Fomos resgatados pelo Filho de Deus; portanto, não precisamos temer as investidas do Inferno. Se participamos das bênçãos adquiridas pelo Salvador em Sua morte, também é glorioso passar pelos sofrimentos! Cuidado! O diabo nem sempre irá persegui-lo para calar a sua voz, mas enviará tentações, nas quais muitos caem. Vigie e ore para você não ceder a elas.

As misericórdias do Senhor nos resgataram; no entanto, para funcionarem, devemos estar em Cristo e Ele em nós. Sem Jesus, nada podemos fazer (Jo 15.5). Por outro lado, tudo nos é possível com Ele. Então, não se chateie com as coisas ruins que lhe sucedem. Com alegria, sirva ao Altíssimo. Ele cumpre Suas promessas!

Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia

Em ti confiarão os que conhecem o teu nome; porque tu, Senhor, nunca desamparaste os que te buscam.

Salmos 9:10



VÍDEO DO DIA - Imensurável - Gisele Nascimento (Clipe Oficial MK Music em HD)


Imensurável - Gisele Nascimento (Clipe Oficial )



PÃO DIÁRIO - 11/07/2018 - Continua

Continua


…sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra. —Atos 1:8

O quinto livro do Novo Testamento, os Atos dos Apóstolos, registra o começo da igreja cristã sob a liderança das pessoas que Jesus designara. Alguns estudiosos sugeriram que esse livro também poderia chamar-se Atos do Espírito Santo, porque o poder do Espírito supriu os apóstolos com coragem diante de todas as dificuldades.
Pouco antes de ser elevado ao céu, Jesus disse aos Seus escolhidos: “…recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra” (Atos 1:8). Com essas palavras terminou um capítulo da história da obra de Deus na terra e começou um novo. Somos parte dessa história ainda sendo escrita.
O livro de Atos descreve o fiel testemunho de Pedro, João, Barnabé, Paulo, Dorcas, Lídia e muitos outros dos primeiros tempos da igreja. Estas pessoas comuns dependiam de Deus para lhes dar força ao pregarem a Sua Palavra e demonstrarem o Seu amor.
Essa história continua por meio de nós. Ao confiarmos em Deus e obedecermos Sua direção para proclamar Jesus e torná-lo conhecido, Ele escreve, por meio de nós, novas páginas em Sua história de redenção.
— David C. McCasland


Leia: Atos 1:1-11 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 7-9;João 6:22-44

Considere: As pessoas reconhecem histórias verdadeiras de fé quando as veem.