segunda-feira, 23 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia

Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.

VÍDEO DO DIA - Renascer Praise - Há um Lugar (Ao Vivo)


Renascer Praise - Há um Lugar (Ao Vivo)



PÃO DIÁRIO - 23/07/2018 - Ofertas fantásticas

Ofertas fantásticas

…segundo a sua muita misericórdia, [Deus] nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus… —1 Pedro 1:3


Fico estupefato com as inacreditáveis ofertas que enchem minha caixa de entrada de e-mails todos os dias. Recentemente, somei as ofertas de dinheiro grátis que chegaram durante uma semana e minha conta totalizou 26 milhões de dólares. Mas, cada uma dessas ofertas era uma fraude. Todas — desde um prêmio de 1 milhão até uma oferta de 7 milhões — eram apenas mentiras enviadas por pessoas inescrupulosas para extrair dinheiro de mim.

Todos nós somos vulneráveis às ofertas fantásticas — fraudes que, na realidade, recompensam com nada além de problemas. Oferecem-nos falsas esperanças que terminam em sonhos frustrados.

Existe, porém, uma oferta que é genuína, apesar de ser a mais fantástica além do que se pode crer. É a oferta que Deus nos faz — a salvação por meio da fé na obra acabada de Jesus na cruz: “…Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo…” (Atos 16:31). É uma oferta que custou muito caro a Jesus — e nós recebemos os benefícios. O livro de Romanos nos diz que Jesus “…foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação” (4:25).

Dizendo sim à salvação, podemos ter esperança (Tito 1:2), paz (Romanos 5:1), perdão (Efésios 1:7), incomparáveis riquezas (2:7) e redenção (4:30). Este é o grande negócio. A morte e a ressurreição de Jesus o garantem.

— Dave Branon

Leia: 1 Pedro 1:3-9 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Reis 8-9;Lucas 21:1-19

Considere: Nossa salvação foi infinitamente cara para Deus, mas é totalmente gratuita para nós.

O PROPÓSITO DAS OBRAS DE DEUS

Resultado de imagem para O PROPÓSITO DAS OBRAS DE DEUS

Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai, que o enviou.   João 5.23
  

Ao ouvir Jesus dizer-Se Filho de Deus, os judeus procuravam mais ainda matá-Lo, porque, na visão deles, Ele não somente violava o sábado, mas também Se igualava ao Senhor. Com toda paciência, o Mestre os ajudava a entender que Suas palavras eram verdadeiras: Ele e o Pai eram um. Por isso, eles deveriam honrá-Lo. Mas, como a compreensão deles era limitada, eles não aceitavam esse fato. Cristo era o Mestre!

O Salvador tentava mostrar-lhes que, de Si mesmo, Ele não podia fazer nada, a não ser cumprir a vontade do Pai. Isso nos ensina a sermos pacientes com os incrédulos, pois as doutrinas das religiões fecham a mente humana. A Palavra não é doutrina para ser entendida em termos racionais, e sim espirituais. Assim, devemos ter paciência com quem ainda não nasceu de novo, pois o coração não regenerado desconhece a Verdade.

Até hoje, mesmo em países considerados cristãos, indivíduos sentem dificuldade de entender as Escrituras, por isso não são salvos. No entanto, com paciência e a ajuda do Espírito Santo, destruiremos essas resistências. Então, muitos se maravilharão com a mensagem do Evangelho e a aceitarão. Uma das maneiras de romper essas barreiras são as obras feitas em o Nome de Jesus, principalmente a libertação dos oprimidos.

Os evangelizadores precisam buscar do Senhor a unção para quebrar o jugo que impede os perdidos de pensarem diferente dos ensinamentos segundo os quais foram criados. Porém, ao aprenderem a Palavra e provarem o dom celestial, eles se tornam genuinamente convertidos e, consequentemente, vitoriosos. Os feitos realizados em o Nome de Jesus levam o ímpio mais endurecido a entender a vontade divina, gerando a conversão dele.

É importante não nos precipitarmos e, por exemplo, orarmos por todas as pessoas para que fiquem curadas, e sim ver o que o Senhor deseja que façamos. Então, ao Lhe obedecermos, os resultados serão maravilhosos. Jesus disse que o Pai ainda mostraria aos Seus filhos maiores obras para que se maravilhassem. Também devemos buscar isso, para vermos milhões de pecadores se renderem ao Reino dos Céus. A dica para a obtenção de bons resultados foi dada.

Há coisas que somente o Salvador pode executar, mas, se pedirmos a Ele que vivifique os mortos espirituais – o que, de fato, Ele quer fazer –, veremos multidões darem o primeiro passo rumo à salvação. Se elas forem vivificadas, temos de ensiná-las com urgência. Necessitamos trabalhar com o Pai a fim de dar a todos a oportunidade de serem salvos e aprenderem a proceder como Jesus.

Tudo o que cumprimos com o auxílio do poder do Alto, curando enfermos, libertando os oprimidos e levando a paz às pessoas, é para que elas honrem o Filho e o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai. Nessa batalha, é preciso paciência. Quando todos os perdidos honrarem o Filho, nós nos daremos por satisfeitos. O objetivo é levar a salvação à humanidade.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

domingo, 22 de julho de 2018

MOMENTOS DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES


O respeito dentro do casamento




Versículo do dia

Versículo do dia


O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim étodo aquele que é nascido do Espírito.

VÍDEO DO DIA - Worthy Is The Lamb - The Brooklyn Tabernacle Choir

Worthy Is The Lamb - The Brooklyn Tabernacle Choir




PÃO DIÁRIO - 22/07/2018 - A falha trágica

A falha trágica


…divulgou-se a sua fama até muito longe, porque foi maravilhosamente ajudado, até que se tornou forte. —2 Crônicas 26:15


Em literatura, uma falha trágica é um traço de caráter que causa a queda do herói de uma história. Foi o caso de Uzias, coroado rei de Judá aos 16 anos. Durante muitos anos, ele buscou o Senhor; e, enquanto o fez, Deus lhe deu grande sucesso (2 Crônicas 26:4-5). Mas, as coisas mudaram quando “…divulgou-se a sua fama até muito longe, porque foi maravilhosamente ajudado, até que se tornou forte. Mas, havendo-se já fortificado, exaltou-se o seu coração para a sua própria ruína” (vv.15-16).
Uzias entrou no templo do Senhor para queimar incenso no altar (v.16), desafiando abertamente o mandamento de Deus. Talvez a soberba o tenha convencido de que as regras de Deus se aplicavam a todos, exceto a ele. Quando Uzias se enfureceu com os sacerdotes que lhe disseram ter errado, o Senhor o feriu com lepra (vv.18-20).
Na literatura e na vida, com frequência vemos uma pessoa de boa reputação decair da honra em desgraça e sofrimento. “Assim, ficou leproso o rei Uzias até ao dia da sua morte; e morou, por ser leproso, numa casa separada, porque foi excluído da Casa do Senhor…” (v.21).
A única maneira de evitarmos que o néctar do louvor se torne o veneno da soberba é seguirmos o Senhor com um coração humilde.
— David C. McCasland


 Leia: 2 Crônicas 26:3-15

Examine: A Bíblia em um ano: 2 Crônicas 10-12;João 11:30-57

Considere: Como o crisol prova […], assim, o homem é provado pelos louvores que recebe. —Provérbios 27:21

DEUS NUNCA PARA DE TRABALHAR

Resultado de imagem para DEUS NUNCA PARA DE TRABALHAR

E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.     João 5.17
  

Jesus tinha ido a Jerusalém por causa de uma celebração dos judeus. Porém, Ele não foi participar daquilo que festejavam. Foi fazer a Sua comemoração particular. O nosso Deus tem uma obra na vida das pessoas, a qual dá muita alegria a quem a recebe. Não importa o seu sofrimento; quando Jesus chega até você, Ele o liberta, concede-lhe alegria e o ajuda a se tornar vencedor.

Chegando àquela cidade, o Mestre foi a um lugar tristonho. Ali havia cinco pavilhões, onde doentes e sofredores se ajuntavam. Um deles, que estava perto do poço de Betesda, estava paralítico havia 38 anos. Havia a crença de que, periodicamente, um anjo descia do Céu e agitava aquelas águas, e o primeiro que, naquele local, era mergulhado recebia a cura.

Não sabemos se essa história a respeito do anjo era real, mas também não podemos negá-la, pois as pessoas criam assim. Jesus viu aquele enfermo que, por muito tempo, esperava a sua vez de receber a bênção. O Mestre lhe perguntou se ele queria ser curado. Ele começou a explicar que, quando a água era agitada, ninguém o ajudava, então outro descia ao poço antes dele. Cristo lhe disse: Levanta-te, toma tua cama e anda (Jo 5.8b).

O homem creu na palavra que lhe foi dada, tomou a sua cama e foi para casa. Quando os judeus o viram carregar seu leito, perguntaram-lhe por que fazia aquilo, porque, no sábado, tal ato era ilícito. Assim, o ex-paralítico lhes respondeu: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma a tua cama e anda. Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma a tua cama e anda? (v. 11,12). O homem não sabia que o próprio Cristo o havia curado (v. 13).

Mais tarde, o Salvador o encontrou no templo e dirigiu-se a ele. Então, o homem perguntou pelo nome do seu Benfeitor e, depois, foi dizer aos judeus que era Jesus. Estes foram ao encontro de Cristo e logo passaram a persegui-Lo por curar no sábado. Porém, Ele lhes respondeu que Seu Pai trabalhava até aquela hora, e Ele também (v. 17). Essa resposta enfureceu os indagadores por Ele Se fazer igual ao Todo-Poderoso. 

Os judeus não aceitavam o fato de que Cristo fosse o Filho de Deus, pois, sendo Filho, também era Deus. Nisso eles não transigiam. Para eles, só havia um Deus. Eles estavam certos, mas não sabiam que o Criador Se compõe de três Pessoas distintas, formando um único Ser. Ainda hoje, esse mistério é incompreensível para o ser humano, mas pode ser aceito pela fé. Essa dificuldade de entendimento levou os judeus a quererem matar o Messias, por Ele falar a verdade!

Neste exato momento, você pode crer que tanto o Pai quanto o Filho estão trabalhando para ajudar a humanidade. Podemos clamar por socorro a qualquer hora, porque Deus está sempre pronto a atender as pessoas que O procurarem, dando-lhes a solução para os seus problemas, bem como o entendimento que as tornará sábias.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sábado, 21 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia



Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza.
Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma.

VÍDEO DO DIA - Fé e a Razão - Bruna Karla (Clipe Oficial MK Music)



Fé e a Razão - Bruna Karla (Clipe Oficial MK Music)



PÃO DIÁRIO - 21/07/2018 - Acalma-te, emudece

Acalma-te, emudece


E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece!… —Marcos 4:39

Minha amiga Eloísa tem um jeito maravilhoso de ver a vida por perspectivas inteligentes. Certa vez, quando lhe perguntei: “Como você se sente hoje?”, esperava a resposta habitual “Bem”. Em vez disso, ela disse: “Tenho de acordá-lo!” Quando lhe perguntei o significado daquilo, ela, brincando, exclamou: “Você não conhece a sua Bíblia?!” — e então, explicou: “Quando os discípulos enfrentaram perigo, correram para acordar Jesus. Vou fazer o mesmo!”

O que fazemos quando estamos presos a uma situação preocupante sem termos para onde correr? Talvez, como os discípulos que enfrentavam uma tempestade que ameaçava as suas vidas, corremos para Jesus (Marcos 4:35-41). Às vezes, porém, podemos tentar nos livrar do problema procurando vingança, caluniando quem nos causou o problema, ou apenas encolhendo-nos medrosamente num canto enquanto afundamos em desespero.
Precisamos aprender com os discípulos que correram para Jesus como sua única esperança. Ele pode não nos livrar imediatamente, mas lembrar-se de que Ele está em nosso barco faz a diferença! Felizmente, Ele sempre está conosco nas tempestades da vida, dizendo coisas como “…Acalma-te, emudece…” (v.39). Então, procure-o em sua tempestade, deixe Jesus preenchê-lo com a paz que vem do reconhecimento de que Ele está perto.
— Joe Stowell


Leia: Marcos 4:35-41 


Examine: A Bíblia em um ano: 2 Crônicas 7-9;João 11:1-29

Considere: Quando as tempestades da vida o ameaçarem, permita que Jesus seja a sua primeira opção.

COLOQUE O SEU FOCO NA TERRA

Resultado de imagem para ira,furor, odio, nao agrada a Deus

Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no SENHOR herdarão a terra. Salmo 37.9
  

Três coisas precisam ser deixadas para você ter sucesso na caminhada com Cristo. Do contrário, poderá se dar muito mal. Quem quer vencer logo observa as práticas abominadas por Deus e as abandona. Porém, o desajuizado não percebe o quanto se prejudica por deixar de buscar a face do Senhor. Ora, sem a iluminação celestial, ninguém consegue se livrar das tentações propostas pelo diabo.

A ira procura corações ressentidos e, quando os encontra, traz espíritos piores e investe contra as pessoas. É fácil perceber quem possui esse sentimento, porque o seu semblante logo o mostra. No entanto, há mestres na arte de enganar; porém, basta olhar com atenção para eles e descobrir a sua artimanha. Ora, o Altíssimo conhece todas as coisas e livra aqueles que O buscam de coração. Precisamos amá-Lo!

O furor faz o indivíduo respirar ódio contra a pessoa que lhe fez mal. Por isso, ele não vive direito nem a deixa viver. É nocivo ter o coração fechado para ela. Ora, o inimigo a usou e está prendendo também o ofendido, porque este se recusa a perdoá-la. Com isso, o ofensor e ofendido se igualam em maldade. É necessário ser instrumento nas mãos do Pai celestial, pois Ele é benigno.

É fundamental ter paciência; afinal, você será o único a pagar a conta ao se mostrar inquieto. A impaciência consegue mexer com toda a sua estrutura, ocasionando uma série de sofrimentos. Isso o impossibilita de ser dirigido pelo Espírito Santo. Você se esquece do que Deus lhe falou e toma atitudes equivocadas. Prefira a orientação do Senhor!

Quem for dominado pela ira, pelo rancor e pela impaciência será desarraigado da Terra da Promessa e, no fim, constatará a sua tola decisão. Portanto, abra o seu coração somente para o amor de Deus. Além do bem que você fará a si mesmo, sairão da sua boca apenas palavras brandas (Pv 15.1), capazes de ajudar os aflitos em seus problemas. Prefira sempre estar em Jesus e ter as palavras dEle para guiá-lo.

Esperar no Senhor e servir a Ele o farão bem-sucedido. Na Terra da Promessa, as benditas palavras inundarão o seu coração e o tornarão um herdeiro das posses do Pai celestial, junto com Cristo. Então, rejeite qualquer oferta do maligno de sentir ou desejar o que é proibido pelas Escrituras. Firmado na Rocha, fale de acordo com os oráculos do Todo-Poderoso. Ele tem mais para a sua vida do que você imagina.

A escolha é de cada um. A pessoa que prefere viver longe de Deus nem pensa no sofrimento que o diabo lhe causará aqui e no porvir. Sem dúvida, o inimigo reserva o pior para os rebeldes na eternidade. Entretanto, nenhum mal sucederá aqui no mundo aos fiéis ao Senhor. No Céu, eles provarão o quanto o Altíssimo é bom!

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sexta-feira, 20 de julho de 2018

MOMENTOS DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES

Colunas que sustentam um casamento 

 Josué Gonçalves




Versículo do dia

Versículo do dia

O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia.

VÍDEO DO DIA - Santificação - Elaine Martins (Clipe Oficial MK Music em HD)


Santificação - Elaine Martins 

(Clipe Oficial MK Music em HD)




PÃO DIÁRIO - 20/07/2018 - A glória de Deus


A glória de Deus


…os que se inclinam para o Espírito, [cogitam] das coisas do Espírito. —Romanos 8:5


Amo beisebol e sou fã desse esporte desde que era garotinho. Gosto, especialmente, de acompanhar o meu time. Mas, recentemente, o jogo fraco e as várias derrotas logo no início da temporada me frustraram tremendamente. Então, para meu próprio bem-estar, dei um tempo. Passei quatro dias evitando tudo que se relacionasse ao meu time favorito.
Durante esses quatro dias sem envolver-me com meu time, comecei a perceber como é difícil abrir mão das coisas às quais nos acostumamos. No entanto, há momentos em que Deus quer que façamos isso.
Por exemplo, podemos estar envolvidos numa atividade que se tornou absolutamente envolvente — e sabemos que seria melhor limitá-la (1 Coríntios 6:12). Ou podemos ter um hábito ou uma prática que sabemos que não agrada a Deus e percebemos que precisa ser abandonado porque o amamos e queremos que Ele seja glorificado por nosso intermédio (15:34).
Com a ajuda do Senhor, conseguimos parar o que interfere em nosso relacionamento com Ele. Deus nos deu a provisão do livramento (1 Coríntios 10:13) e o Espírito fornece o poder (Romanos 8:5).
Peçamos a Ele para nos ajudar a não permitir que algo impeça Sua glória de brilhar por nosso intermédio.
— Dave Branon


Leia: Romanos 8:1-10 

Examine: A Bíblia em um ano: 2 Crônicas 4-6;João 10:24-42

Considere: Ao nos aproximarmos de Cristo, nos assemelhamos cada vez mais a Ele.

FINEIAS EXECUTOU O JUÍZO

Resultado de imagem para Então, se levantou Fineias, que executou o juízo, e cessou aquela peste.

Então, se levantou Fineias, que executou o juízo, e cessou aquela peste.    Salmo 106.30
  

Foi um dos dias mais tristes da história do povo israelita, quando caminhava rumo à Terra da Promessa. Balaão, o mau profeta, ensinou Balaque, rei de Moabe, a colocar tropeços diante dos filhos de Jacó. O monarca moabita seguiu a orientação daquele profeta, o qual só poderia falar o que Deus lhe dissesse. Balaão, contudo, amou mais a recompensa prometida por esse governante, e fez a vontade do diabo (Nm 22―25).

Os israelitas haviam ganhado a batalha contra Seom, de Hesbom, e Ogue, de Basã, ambos reis dos amorreus. Por causa disso, o rei de Moabe contratou Balaão para amaldiçoar Israel. Balaque temia que o povo de Deus lutasse contra ele, a fim de tomar parte do seu território. No entanto, o Altíssimo havia proibido os filhos de Jacó de fazerem isso e, por certo, nem um milímetro das terras moabitas seriam alvo de quem respeita as decisões divinas.

O mau profeta não pode amaldiçoar a quem Deus abençoa. Ainda assim, Balaão ensinou aquele rei a usar de maldade contra o povo santo. Balaão foi extremamente perverso ao usar as mulheres moabitas para levar os israelitas a se prostituírem da forma mais vil, entregando-se ao pecado praticado em Sodoma. Como resultado da larga oferta, milhares dos filhos de Jacó se renderam ao maior festival pecaminoso da história deles. Que tragédia!

Os homens de Israel foram corrompidos pelas moabitas (Nm 25.1). Por causa disso, o Senhor mandou que Moisés enforcasse todo chefe de família (v. 5). Naquele dia, vinte e quatro mil homens morreram na adoração a Baal-Peor (v. 9). Perceba como o pecado pode seduzir até quem está mais perto de Deus. Se não vigiarmos quando ouvirmos alguém confessar suas iniquidades, podemos ser envolvidos pelas práticas mais nojentas. Misericórdia!

No meio de tanta dor, um israelita levou uma mulher midianita para a sua tenda, com o intuito de provocar o Senhor com ato impuro. Então, Fineias pegou a sua lança e atravessou-os pela barriga (Nm 25.6-8). Isso deve servir de aviso a quem não tem limites em suas atitudes imorais, pois será atingido pelas lanças espirituais.

Fineias executou o juízo, fazendo cessar aquela praga, e foi abençoado por isso. Hoje, sendo nós de outro espírito, temos de fazer praticar a justiça, pregando sobre a salvação trazida por Jesus e interrompendo as pragas que irrompem no meio das pessoas, inclusive nos filhos de Deus que prevaricam. A solução não é matar os pecadores, e sim resgatá-los das mãos do inimigo, o qual os possui e tenta destruí-los.

Você não pode perder a batalha contra o pecado que entrou em sua vida e na de sua família e está fazendo estragos. É preciso executar o juízo, o qual não é contra o homem, mas contra o pecado. Porém, é preciso conhecer a revelação das Escrituras acerca da obra de Jesus no Calvário, assumir a sua posição de guerreiro e levar os seus a se arrependerem das obras más e pedirem o perdão divino. Só assim a praga cessará!

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia


Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.

VÍDEO DO DIA - Cicatrizes - Bruna Karla (Live Session)


Cicatrizes - Bruna Karla (Live Session)



PÃO DIÁRIO - 19/07/2018 - Verdadeiro sacrifício

Verdadeiro sacrifício


Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. —João 15:13


Érico estava entre os bons sujeitos. Como policial, ele via o seu trabalho como um serviço à sua comunidade e se dedicava a servir bem a todo custo. Uma prova desse desejo estava na porta do vestiário de Érico no posto policial, onde ele afixou o versículo de João 15:13.
Nesse versículo, nosso Senhor disse: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos.” Essas palavras, porém, não significavam apenas ideais nobres, mas, o comprometimento de Érico com seu dever como policial — um comprometimento que lhe exigiu o preço supremo ao ser morto em serviço. Foi uma demonstração verdadeira sobre o valor do verdadeiro sacrifício.
Jesus Cristo viveu as poderosas palavras do livro de João 15:13 poucas horas após dizê-las. No cenáculo, onde Jesus falou a respeito de tal sacrifício, seguiu-se por comunhão com o Pai no Getsêmani, uma série de julgamentos ilegais e, depois, a crucificação perante uma multidão de escarnecedores.
Como Filho de Deus, Jesus poderia ter evitado o sofrimento, a tortura e a crueldade. Ele era totalmente isento de pecado e não merecia morrer. Mas o amor, o combustível do verdadeiro sacrifício, o conduziu à cruz. Como resultado, podemos ser perdoados se aceitarmos, pela fé, o Seu sacrifício e a Sua ressurreição. Você já confia naquele que entregou Sua vida por você?
— Bill Crowder


Leia: Romanos 5:1-11 

Examine: A Bíblia em um ano: 2 Crônicas 1-3;João 10:1-23

Considere: Somente Jesus, o sacrifício perfeito, pode declarar que as pessoas culpadas são perfeitas.

O TAMANHO DA MISERICÓRDIA DE DEUS


 Resultado de imagem para O TAMANHO DA MISERICÓRDIA DE DEUS

Pois a tua misericórdia é grande até aos céus, e a tua verdade até às nuvens.    Salmo 57.10
  

A misericórdia de Deus é como Ele: imensurável. O Criador diz que ela é maior do que a necessidade de todas as pessoas juntas. Quem despreza esse dom celestial perde muito e verá que a sua atitude foi a pior possível, pois deixou o Manancial de águas vivas e escolheu cavar cisternas rotas (Jr 2.13). O homem precisa da bondade do Pai!

Ló falou dessa misericórdia, dizendo que o Senhor a engrandeceu para ele, pois a sua decisão de aproveitar a oferta de Abraão, escolhendo o território fluvial de Sodoma, por certo o fez enriquecer (Gn 19.19). Porém, como Ló não influenciou positivamente o comportamento dos moradores daquela região, o Altíssimo teve de destruí-los. Ao sair apenas com a roupa do corpo, Ló viu que Deus foi compassivo para com ele e os seus. O Pai celestial é fiel!

Ao entregar os Dez Mandamentos a Moisés, o Senhor disse que seria bondoso para com milhares que guardassem Seus estatutos. Mas Ele afirmou também que visitaria a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta gerações de quem O aborrecesse (Êx 20.5), por exemplo, cultuando imagens de escultura. Os idólatras nem imaginam o mal que causam aos seus descendentes.

Jamais discuta com Deus ou O acuse de estender a Sua benignidade a algumas pessoas em detrimento das demais. O Senhor diz que Se compadecerá de quem Ele quiser (Êx 33.19). Isso significa que há fatores ocultos a nós sobre as atitudes do Altíssimo. Possivelmente, os deixados sem a assistência dEle desprezaram as oportunidades que Ele lhes deu.

Uma coisa é certa: Deus não é mau, e sim fiel em guardar o concerto até mil gerações aos que O amam e guardam Seus ensinamentos (Dt 7.9). Quando aceitamos Jesus como Salvador e praticamos os Seus preceitos, é quebrada a maldição que estava sobre nossos familiares, pois, ao crermos em Cristo, somos salvos. O manto da salvação é estendido aos nossos descendentes.

Veja o que é amaldiçoado pelas Escrituras e jamais faça o que elas proíbem, a fim de não acender a ira divina contra você. Quem ignora os preceitos bíblicos, quando der por si, verá que se afastou da piedade do Onipotente. Embora use meios santos, estes nunca se multiplicarão. Deus é benigno, mas também zeloso!

O Senhor promete vingar o sangue dos Seus servos que foram maltratados, mortos ou feridos por causa da Sua obra. Loucos são aqueles que desrespeitam as determinações celestiais. A Palavra declara que Deus sobre os seus adversários fará tornar a vingança, e terá misericórdia da sua terra e do seu povo (Dt 32.43b). A misericórdia divina é tão grande que vai até os Céus. Aleluia!

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quarta-feira, 18 de julho de 2018

MOMENTOS DA PALAVRA COM O Pr JOSUÉ GONÇALVES


Refletindo sobre adultério, feridas e cura

 Pr Josué Gonçalves



Versículo do dia

Versículo do dia

E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.

VÍDEO DO DIA - Nani Azevedo Os Sonhos de Deus


Nani Azevedo Os Sonhos de Deus



PÃO DIÁRIO - 18/07/2018 - Devedor

Devedor


Pois o amor de Cristo nos constrange… —2 Coríntios 5:14

Dizem as histórias que, quando jovem, Robert Robinson (1735–90) gostava de envolver-se em confusão com os seus amigos. Aos 17 anos, porém, ouviu uma pregação de George Whitefield baseada no evangelho de Mateus 3:7 e reconheceu a sua necessidade de salvação em Cristo. O Senhor transformou a vida de Robinson e ele se tornou um pregador. Ele também compôs vários hinos, incluindo o mais conhecido, “Fonte és Tu de toda bênção” (HCC 17).
Ultimamente, tenho ponderado sobre a maravilhosa graça de Deus para nós e a última estrofe desse hino: “Devedor à Tua graça, cada dia e hora sou!” O hino traz à mente as palavras do apóstolo Paulo: “O amor de Cristo nos constrange […] para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2 Coríntios 5:14-15).
Não podemos conquistar o amor e a graça de Deus. Mas, porque Ele a deu liberalmente a nós, só podemos amá-lo, em retribuição, vivendo por Ele! Não tenho bem certeza de como é isso, mas, deve incluir o aproximar-se dele, ouvir a Sua Palavra, servir e obedecê-lo por gratidão e amor.
Como devedores, somos chamados a viver cada dia para Jesus, que se entregou por nós.
— Anne Cetas

Leia: 2 Coríntios 5:12-17 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 28-29;João 9:24-41

Considere: Quem conhece a graça de Deus, a demonstra.

UM DOS MAIS BELOS ATOS

Resultado de imagem para nao deixe sua fé esfriar

Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim, jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso; embora as suas obras estivessem acabadas desde a fundação do mundo.     Hebreus 4.3
  

Esse local de quietude garantido por Deus não é neste mundo, embora a confiança em Cristo nos dê um alívio nas lutas diárias. A cada momento de provação, ou quando vislumbramos uma promessa colocada diante dos nossos olhos, precisamos tomar uma das atitudes mais belas: crer no Senhor. De nada vale ficar recitando a Palavra, se não cremos nela. Há um descanso à nossa espera, do qual não podemos abrir mão.

Não podemos ficar para trás, como tem acontecido com muitos que esfriaram no zelo e no amor a Deus. Eles já não creem nas promessas bíblicas. Os que se retiraram da caminhada cristã perderam a fé e o dom de amar o Senhor. Pobres vidas! Foram iluminadas, mas deixaram as trevas voltarem. Quem perseverar até o fim entrará no sossego eterno do Pai. Aleluia!

Quando a Palavra não é colocada em ação, e o coração está longe dela, é inútil citá-la. Por não ter sido misturada com a fé, ela fica infrutífera. Fomos feitos pela, na e para a Palavra. A nossa existência só terá sentido quando cumprirmos as Escrituras. Ela tem de assumir o lugar ausente de Jesus em nós!

Quem não permanecer inabalável será ordenado a marchar rumo ao fogo inextinguível, porque praticou iniquidade. Já os firmes na fé herdarão a salvação, pois o Mestre garantiu isso (Mt 24.13). Os estatutos divinos devem ocupar o primeiro lugar em nosso coração (Sl 119.33). Continue a caminhar sem olhar para trás!

Aproprie-se de tudo o que você tem ouvido acerca do Evangelho. Sua felicidade eterna depende do quanto você ama a Deus (Jo 14.21). Não relaxe em sua missão, mas se dedique a ela. Assim, você entenderá as coisas que ainda faltam ser feitas. Não abandone a fé em Cristo, pois ela lhe foi dada para você cumprir o que foi ordenado.  Se não tiver mais forças para continuar, fale com o Todo-Poderoso, e Ele o ajudará.

Não deixe a fascinação das riquezas entrar na sua alma, nem os cuidados da vida o embaraçarem, tampouco a ambição de outras coisas mudar seu foco. Ao entender o plano divino, você recebe o dom de crer no Altíssimo. Com isso, pode mudar a sua trajetória para a de quem passará a eternidade ao lado do Senhor. Por que rejeitar o melhor de Deus?

Que tal se acertar com o Criador agora, mudando radicalmente o seu proceder? Os incrédulos não entrarão no Seu repouso. Qual é o seu alvo? A falsa felicidade na Terra ou a verdadeira no Céu?

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 17 de julho de 2018

Versículo do dia

Versículo do dia


Ali está o pequeno Benjamim, que domina sobre eles, os príncipes de Judá com o seu ajuntamento, os príncipes de Zebulom e os príncipes de Naftali.

VÍDEO DO DIA - Bom Samaritano - Anderson Freire - DVD Essência (AO VIVO)


Bom Samaritano - Anderson Freire - DVD Essência 



PÃO DIÁRIO - 17/07/2018 - Navegando na tempestade

    
Navegando na tempestade

Pois ele falou e fez levantar o vento tempestuoso […] e […] os livrou das suas tribulações. —Salmo 107:25,28


O antigo povo da nação de Axum, localizada junto ao Mar Vermelho, na atual Etiópia, descobriu que os ventos tempestuosos da estação das monções podiam ser aproveitados, por meio de velas, para uma navegação veloz. Em vez de recear os fortes ventos e chuvas, o povo aprendeu como navegar em meio às tempestades.
O Salmo 107 proporciona uma maravilhosa descrição sobre como Deus permite que as tempestades venham a nós e, em seguida, nos ajuda a navegar através delas. “Pois ele falou e fez levantar o vento tempestuoso […] e […] os livrou das suas tribulações” (Salmo 107:25,28).
Confiar na orientação de Deus em tempos de tribulação é um dos assuntos encontrados na Bíblia. O livro de Hebreus 11 apresenta um elenco de muitos que usaram seus problemas como uma oportunidade para exercitar a fé e experimentar graça, provisão e livramento de Deus: “…os quais, por meio da fé, subjugaram reinos, praticaram a justiça, obtiveram promessas, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força…” (vv.33-34).
As circunstâncias tempestuosas são inevitáveis. Embora nossa primeira reação possa ser fugir do problema, podemos, em vez disso, pedir a Deus para ensinar-nos como confiar nele para conduzir-nos em meio às tempestades.
— Dennis Fisher


Leia: Salmo 107:23-32 

Examine: A Bíblia em um ano: 1 Crônicas 25-27;João 9:1-23

Considere: Melhor é atravessar as tempestades com Cristo do que navegar tranquilamente sem Ele.

APÓS UMA TOLA DECISÃO

Resultado de imagem para após uma decisão errada vem a decepção, temos que vigiar



E Zerá, o etíope, saiu contra eles, com um exército de um milhão de homens e trezentos carros, e chegou até Maressa.    2 Crônicas 14.9
  

Asa ia muito bem. O país tinha paz e prosperidade, e todos viviam alegres com o seu reinado. Ele mesmo declarou que o Senhor lhes dera aqueles dez anos de paz e abundância. Porém, ele não vigiou, e o pensamento negativo, de incredulidade, tomou conta do seu coração. Parecia um profeta, e, talvez, ele se considerasse como tal, porque, do nada, conclamou o povo a se preparar para a guerra. Por que fazemos coisas semelhantes?

O rei nem pensou na proposta que fez. Na verdade, ele estava dizendo ao Senhor que não mais os protegesse, porque já tinham dinheiro suficiente para criar barreiras ao redor do seu território. Que estupidez! Se Deus os guardara até aquele momento, não poderia continuar a fazer isso? Veio do Altíssimo a ideia de se equiparem para a batalha? Claro que não! Ora, muita gente contrata seguranças e, quando surgem os assaltos, acham que fizeram o certo.

Na visão de Asa, ele deveria usar os recursos para construir muros, torres, portas e ferrolhos. No entanto, se orassem, Deus lhes revelaria os acontecimentos, os quais seriam armas letais do Inferno. Por ter criado um exército de 580 mil homens de Judá e Benjamim, o rei deve ter sido louvado pelas pessoas que não andavam com o Senhor e, por isso, achavam certo tomar aquelas precauções.

O Muro de Fogo que os protegia ficou decepcionado. Deus sente o mesmo em relação às pessoas que se tornam vaidosas e começam a “se cuidar”. Elas deixam de investir os meios concedidos por Ele na obra de evangelização, mas compram casas, barcos e aviões. Com isso, na sua ostentação, sentem-se desprotegidas e contratam seguranças para guardá-las. Asa nem desconfiava de que seu plano era mau e, em breve, ele veria a guerra nos seus termos.

Então, dos confins do mundo, surgiu contra eles Zerá, o etíope. Quando Asa abandonou seu pacto com o Senhor, o diabo providenciou esse homem da Etiópia, o qual, com um exército de 1 milhão de homens e 300 carros, tomou posse do território do povo de Deus e chegou até Maressa. O rei caiu em si e viu que havia dois soldados etíopes para lutar com cada um dos seus. Assim, resolveu apelar para o Senhor.

Nada daquilo teria acontecido se Asa tivesse mantido seu concerto com o Altíssimo. Pense bem nos seus atos, bem como nas palavras ditas sem orar ao Pai  e buscar a Sua vontade. Ora, se Ele não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela (Sl 127.1), mesmo que esta crie um exército ou construa muralhas! De Deus é a guerra, e bom é quando Ele a trava sozinho, como ocorreu anos depois com Josafá. Ainda há tempo para voltar atrás.

Se você está com problemas e, embora esteja orando, a solução não vem, veja onde caiu e se reconcilie com Deus. Fora da Aliança, você terá muitos prejuízos. Quem serve ao Senhor não serve a si mesmo, mas é servido por Quem Se cingiu de uma toalha e lavou os pés dos discípulos. Deixe-O limpá-lo do que o impede de ter parte com Ele.

Em Cristo, com amor,



R. R. Soares